Guia do PPC: O que é PPC? Entenda o Pay per Click e sua importância

O que é PPC?

O marketing de PPC (pagamento por clique) é uma forma de publicidade on-line na qual os anunciantes acumulam custos quando os usuários clicam em seus anúncios. Os anunciantes fazem lances no valor de um clique em relação às palavras-chave, plataformas e tipo de público-alvo.

Principais plataformas

Anúncios do Google

Executado no Google, nos sites de parceiros de pesquisa e nos sites da Rede de Display, o Google Ads é a maior plataforma de pagamento por clique. O Google Ads é voltado para todo o tipo de empresas, desde as pequenas até as grandes.

Publicidade da Microsoft

Semelhante ao Google Ads, o Microsoft Advertising é uma plataforma de pagamento por clique que mostra anúncios nas redes Microsoft e Yahoo. A plataforma também utiliza os parceiros de pesquisa.

O Microsoft Advertising é principalmente publicidade baseada em palavras-chave. Desde 2017, o Microsoft Advertising possui 137 milhões de pesquisadores únicos na área de trabalho da rede Bing (fonte Bing).

Estrutura da conta

Campanhas e grupos de anúncios

Os anunciantes começam escolhendo temas de palavras-chave e criando campanhas individuais. Por exemplo, um profissional de PPC pode criar uma campanha com o tema “Mesas de centro”. Nesta campanha, existem subcategorias temáticas, chamadas grupos de anúncios. Esses grupos de anúncios podem incluir:

  • Mesas de centro ovais
  • Mesas de centro longas
  • Mesas de centro redondas

Cada grupo de anúncios contém variações de palavras-chave com temas. Por exemplo, o grupo de anúncios “Mesas de centro ovais” pode conter estas palavras-chave:

  • Oval mesas de café
  • Mesas de centro ovais
  • Mesas de centro ovais à venda

Palavras-chave

A cada palavra-chave deve ser atribuído um tipo de correspondência, que define as consultas para as quais os anúncios serão exibidos. Existem vários tipos de correspondência de palavras-chave:

Exato: a consulta deve ser digitada exatamente.

Exato (variante próxima): a consulta deve ser digitada exatamente, mas pode incluir erros de ortografia ou outras variantes.

Frase: a consulta deve ser digitada na ordem correta, mesmo se houver termos adicionais antes ou depois da consulta.

Frase (variante próxima): A consulta deve ser digitada na ordem correta, mesmo se houver termos adicionais antes ou depois da consulta. A consulta pode incluir erros de ortografia ou outras variantes.

Ampla: a consulta pode ser digitada em qualquer ordem e potencialmente exibirá anúncios para pesquisas semelhantes.

Amplo (com base na sessão): uma forma de correspondência ampla que leva em consideração outras consultas da seção de pesquisa deste usuário.

Palavras-chave negativas

Juntamente com os termos positivos, as palavras-chave negativas podem ser adicionadas para ajudar a remover o tráfego não qualificado. Por exemplo, alguém que procura por “mesa de café grátis” não quer comprar.

Ao adicionar “grátis” como uma palavra-chave negativa, o anúncio do anunciante não será exibido quando uma consulta que contém esse termo for digitada. Para uma empresa que vende produtos de ponta, termos relacionados a “pechincha” ou “barato” podem gerar boas palavras-chave negativas.

Audiências

Públicos-alvo são grupos de usuários segmentados de várias maneiras. Na maioria das vezes, o público é usado no remarketing. O público-alvo pode ser criado com base em visualizações de página específicas, tempo gasto no site, páginas por visita e muito mais. Semelhante às palavras-chave, o público-alvo é licitado com base na relevância.

Por exemplo, os anunciantes podem fazer lances maiores para remarketing para quem abandonou o carrinho de compras do que para os visitantes da página inicial.

Configurações

Tipos de campanha

Rede de Pesquisa: esta é a opção de segmentação mais comum. A Rede de Pesquisa consiste em google.com e nos Parceiros de pesquisa do Google, como aol.com, amazon.com e muito mais. A Rede de Pesquisa é a principal publicidade baseada em palavras-chave. Em outras palavras, os pesquisadores digitam consultas para as quais os anúncios são exibidos.

Rede de Display: esta rede consiste em milhões de sites que concordam em exibir anúncios de texto, gráficos e em vídeo do Google. Esses anúncios são exibidos no conteúdo do site e não utilizam a segmentação tradicional baseada em palavras-chave, mas sim públicos e informações demográficas.

Por exemplo, um usuário pode visitar um blog que fala sobre o histórico das mesas de centro. Mesmo que o usuário não esteja necessariamente no modo de compra, o conteúdo é relevante para as mesas de centro. O usuário pode ou não clicar no anúncio, mas agora está ciente da marca.

Rede de Pesquisa com opção de exibição em Display: esta opção de segmentação é uma combinação das duas redes. 

Na nova experiência do Google Ads, isso substituiu a Rede de Pesquisa por exibição em Display. Agora você criará uma campanha regular da Rede de Pesquisa e ativará a Rede de Display. A ressalva é que o Google determina quando e onde os anúncios podem ter melhor desempenho, afastando o controle do anunciante.

A opção preferida é dividir as campanhas por rede, mas vale a pena testar a Pesquisa com a Rede de Display.

Compras: os anúncios da lista de produtos – os PLAs são mostrados no Google e na Microsoft. Após enviar um feed de produto ao Google Merchant Center, as campanhas do Shopping podem ser criadas no Google Ads. Os anunciantes criam grupos de produtos para os quais podem fazer lances em vários atributos de feed. Esses atributos incluem:

  • Marca
  • Categoria
  • Doença
  • ID do item
  • Tipo de Produto
  • Atributos personalizados

As campanhas do Shopping não contêm palavras-chave. Ambos os mecanismos de pesquisa correspondem às consultas do usuário com o produto que consideram mais relevante. Portanto, é importante garantir que todos os produtos tenham informações precisas, bem como títulos e descrições claros.

Segmentação por dispositivo

Os anúncios podem ser exibidos em todos os dispositivos, incluindo:

  • Desktops / laptops
  • Tablets
  • Dispositivos móveis

Os desktops / laptops e tablets são considerados bastante semelhantes pelos mecanismos de pesquisa para que o mesmo lance seja aplicado a essas plataformas.

Os dispositivos móveis podem ter um modificador de lance. Por exemplo, se o lance for R$ 1,00 e o modificador de lance para celular estiver definido como -50%, o lance em dispositivos móveis se tornará R$ 0,50. Um modificador de lance de 150% definiria o lance para celular em R$ 1,50.

Conclusão

Espero que o conteúdo tenha mostrado uma visão do marketing de PPC (pagamento por clique). O conteúdo aborda tudo o que você precisa para iniciar ou entrar logo após o lançamento de suas contas de PPC, como Google Ads. No entanto, o lema do tráfego pago é “teste, teste, sempre”. Certifique-se de testar diferentes recursos e estratégias para cada objetivo de campanha.

Cada conta é única e terá suas próprias reações a diferentes recursos e estratégias. É claro que existem práticas comuns que são consideradas as melhores para a maioria das contas, mas só são aplicadas depois que testadas.

No meu próximo conteúdo vou mostrar as ferramentas mais utilizadas para planejamento de campanhas de PPC.

Gustavo Kennedy Renkel

Gestor de Tráfego e Performance na Pezzo. É graduado em Design Gráfico e Pós-graduado em Neuromarketing. É apaixonado por tecnologia, com sede de inovação e fome de criatividade.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *